COMO FUGIR DOS JUROS DO CARTÃO DE CRÉDITO

Os juros do cartão de crédito superaram a barreira dos 400% ao ano (aliás, em abril de 2016 atingiram a estratosférica marca de 435,6%), sendo uma das grandes causas de endividamento dos brasileiros.

Assim, o cartão de crédito, que deveria ser uma facilidade, acabou se tornando um motivo de temeridade para a grande parte dos cidadãos brasileiros, que esperam que a taxa de juros e a inflação recuem a patamares viáveis, que possibilitem um padrão de consumo mais adequado à realidade que vivemos.

Como Fugir dos Juros do Cartão de Crédito

O primeiro passo para fugir da armadilha dos altos juros do cartão de crédito é, sem dúvidas, o consumo consciente. Utilizando essa ferramenta de forma saudável e dentro dos limites do seu orçamento, você dificilmente perderá o controle.

Além disso, há duas regras básicas no gerenciamento do seu cartão de crédito: fixar o limite a um patamar máximo de 50% dos seus rendimentos, e jamais deixar de pagar pontualmente as faturas de forma integral, o que quer dizer que: pagamento mínimo, nem pensar!

A propósito: o pagamento do valor mínimo da fatura é o erro capital do endividamento dessa natureza. É justamente o que os bancos mais torcem para que você faça! Não caia nessa armadilha!

O cartão de crédito vem se tornando uma ferramenta cada vez mais popular, devido à segurança que gera tanto para o consumidor quando para o fornecedor, proporcionando também diversas vantagens, como os programas de milhagens e os dias de prazo para pagar as compras.

Contudo, se mal utilizado, pode prejudicar seriamente o orçamento do titular, criando uma bola de neve que, dependendo do caso, pode vir a se tornar impagável.

Para se ter uma ideia do tamanho do estrago, leia o artigo “O Poder dos Juros Compostos”, que traduz os efeitos dos juros sobre juros ao longo do tempo. Apenas não esqueça de considerar que esses juros estarão trabalhando a favor do banco que administra o cartão, e a taxas exorbitantes.

Por isso, a importância da sabedoria e do autocontrole na sua utilização.

Por outro lado, o cartão de crédito pode vir a ser um aliado das suas finanças, se souber utilizá-lo com moderação e inteligência. Além de proporcionar alguns benefícios oferecidos pelos programas de fidelidade, pode vir a ser uma ótima ferramenta de controle e organização do orçamento.

DICAS PARA FUGIR DOS ALTOS JUROS DO CARTÃO DE CRÉDITO

Veja algumas dicas importantes para você fugir das altas taxas de juros cobradas pelo cartão de crédito:

  • Não deixe o limite do cartão ultrapassar 50% dos seus rendimentos mensais, evitando assim, gastar mais do que ganha.
  • Se fizer compras à prazo no cartão de crédito, lembre-se de que estará comprometendo seus rendimentos futuros. Desta forma, se certifique de se programar e reservar os valores necessários para adimplir esse compromisso.
  • Nunca pague a parcela mínima do cartão de crédito. As taxas de juros cobradas são as maiores do mercado e multiplicarão o seu saldo devedor rapidamente. Se não conseguir pagar o saldo total, procure imediatamente uma linha de crédito com taxa de juros menor para liquidar a fatura.
  • Existem cartões de crédito que não cobram anuidade ou por taxas de manutenção. São opções interessantes de serem analisadas.
  • Muitos cartões, quando solicitado, também concedem descontos ou até isenções na anuidade. Não custa ligar e tentar!
  • Mantenha ativa apenas a quantidade de cartões de crédito suficiente a atender as suas necessidades. Isso certamente facilitará o controle das suas finanças. Na maioria dos casos, concentrar seus gastos em apenas um cartão é uma ótima opção.
  • Não deixe de aproveitar sempre os benefícios oferecidos pelos programas de fidelidade do seu cartão de crédito, mas não utilize isso como motivação ou desculpa para aumentar o seu consumo ou consumir de forma desnecessária.
  • Nunca empreste o seu cartão de crédito para terceiros. Como diz o ditado: “carro, cartão de crédito e o cônjuge não se empresta”! 😂😂😂
  • Lembre-se que o cartão de crédito sempre dá margem a compras por impulso. Tenha muita responsabilidade na hora de utilizá-lo!

Como Fugir dos Juros do Cartão de Crédito

Mesmo com a crise financeira e com as altas taxas de juros que vem sendo praticadas pelas administradores dos cartões de crédito, e também oferece vantagens. Basta saber usá-lo como seu aliado e não como um predador de sua vida financeira.

2 Comentários

  1. Guilherme Reis

    Os juros do cartão de crédito são os mais caros que tem não são?

    Responder
    1. Tiago Waterkemper

      Sim Guilherme! As taxas de juros do cartão de crédito e do cheque especial costumam ser as maiores do mercado.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *