[PASSO A PASSO] COMO SAIR DAS DÍVIDAS

[PASSO A PASSO] COMO SAIR DAS DÍVIDAS

Estar afundado em dívidas é algo terrível. As dívidas impedem que você atinja os seus objetivos financeiros, como poupar para a aposentadoria ou comprar uma casa própria. Costumam ser uma fonte de estresse e sofrimento. Fazem com que você viva preocupado com as suas finanças. Fazem com que você se lamente a cada dia das limitações que as dívidas colocaram em sua vida. Mas, felizmente, as dívidas não são uma pena de morte. Não são algo que você precisa carregar até o final da sua vida. Você pode – e deve – sair das dívidas. E fazer disso uma prioridade! Acredite: não é fácil, mas é algo libertador!

Muitos sofrem mais do que o necessário para sair das dívidas. E isso acontece porque não sabem por onde começar.

As pessoas têm dezenas de dúvidas sobre esse processo. Quais dívidas devem ser pagas primeiro? Quanto você deve pagar a cada mês para sair das dívidas? É possível negociar? Quanto tempo vai demorar? Será difícil? Do que você terá que abrir mão?

Esses sete passos te darão o caminho que você precisa seguir para sair das dívidas de uma vez por todas.

 

  1. REFLITA SOBRE COMO VOCÊ ENTROU NAS DÍVIDAS

MEDITAÇÃO: O QUE É, QUAIS OS BENEFÍCIOS, E COMO MEDITAR

Muitos especialistas em psicologia aconselham a não se debruçar sobre o passado. Isso é compreensível. Mas, neste caso específico, olhar para trás vai te trazer muitos benefícios.

Sair das dívidas – e continuar fora – exige que você mude os hábitos ou as circunstâncias que te colocaram nas dívidas em primeiro lugar.

Separe algum tempo para refletir sobre como você entrou em dívidas. Anote alguns fatores que você acredita que contribuíram para te colocar na situação financeira em que você se encontra. O que você poderia ter feito de forma diferente? O que você fará de forma diferente para evitar novas dívidas no futuro?

Refletir sobre as razões que o levaram às dívidas não significa que você precisa se sentir mal por ter dívidas. Pelo contrário! O objetivo aqui é reconhecer o que te colocou nas dívidas para que você possa tomar medidas tanto para sair delas, quanto para evitar que isso aconteça novamente.

Seja sincero consigo mesmo na sua reflexão. O primeiro passo para corrigir algo é reconhecer que há algo errado que precisa ser corrigido. Se não identificar onde e como errou, você vai continuar cometendo os mesmos erros.

 

  1. REVEJA SEUS HÁBITOS DE CONSUMO

[PASSO A PASSO] COMO SAIR DAS DÍVIDAS

Reconhecer hábitos ruins de consumo é muito difícil. No entanto, você tem gasto dinheiro e, provavelmente, deve ter uma boa razão para esses gastos. Mas, se seus hábitos de consumo estão arruinando o seu futuro financeiro, você precisa se livrar deles!

Mas como identificar hábitos ruins de consumo? Crie uma planilha. Ela pode ser física ou digital. Há muitos aplicativos gratuitos que permitem fazer isso no seu celular, inclusive. Insira todos os seus gastos nessa planilha. Em seguida, classifique cada uma das suas despesas em categorias (habitação, alimentação, educação, lazer, etc.). Por fim, some o total das suas despesas com cada categoria. Isso vai te permitir saber com precisão onde está indo o seu dinheiro.

Outra forma de avaliar as suas despesas é ver o percentual de seus gastos com cada categoria. Exemplo: 32% com habitação, 25% com alimentação, 22% com lazer, etc. Para encontrar o percentual, divida o valor que gastou em cada categoria pelos seus gastos totais.

Tendo analisado os seus gastos, é hora de fazer mudanças nos seus hábitos de consumo.

Se identificar que está gastando um montante excessivo em uma categoria qualquer, procure formas de diminuir essa despesa. Por exemplo, se mais de 30% da sua renda estiver sendo gasta com habitação, você deve descobrir como reduzir seus custos com aluguel, energia e gás, entre outros.

Além disso, não compre coisas desnecessárias. Nós, seres humanos, costumamos consumir para satisfazer um desejo que temos. Mas procuramos uma necessidade para justificar a compra. Compramos algo porque desejamos aquilo, mas justificamos essa compra com uma necessidade.

Antes de consumir algo, pergunte-se: isso é necessário? Ou você está apenas satisfazendo um desejo?

Por fim, não compre contando com dinheiro que você ainda não tem. Quanto mais se tiver pagando juros.

Os juros compostos são poderosíssimos. Segundo Einstein, são a oitava maravilha do mundo. O problema é que eles trabalham na mesma proporção a favor de quem os recebe, e contra quem os paga. Acredite: você não quer – e não deve –, em hipótese nenhuma, estar no lugar de quem paga.

Como falamos no treinamento Segredos do Milhão: quem entende de juros compostos, recebe. Quem não entende, paga.

Nesse link, você pode saber mais dos hábitos costumeiros das pessoas financeiramente fracassadas.

 

  1. DESCUBRA O TAMANHO DAS SUAS DÍVIDAS

[PASSO A PASSO] COMO SAIR DAS DÍVIDAS

Agora é a hora de encarar a realidade das suas dívidas. Chegou o memento de descobrir o tamanho do buraco em que você se encontra.

Faça uma lista de todas as suas dívidas. Insira o nome do credor, o montante, e a taxa de juros de cada uma das suas dívidas.

 

  1. DESCUBRA O QUANTO VOCÊ PODE PAGAR

[PASSO A PASSO] COMO SAIR DAS DÍVIDAS

Em primeiro lugar, entenda o seguinte: se você pagar um valor irrisório por mês, você provavelmente vai demorar muitos anos para sair das dívidas. Isso se os juros não forem maiores do que os seus pagamentos, caso em que as suas dívidas estarão crescendo, e não diminuindo.

Você precisa focar em sair das dívidas. Fazer disso um objetivo. E fazer o que for preciso para alcançar esse objetivo. Inclusive sacrifícios. Sair das dívidas não é fácil. Exige sim, muitos esforços e alguns sacrifícios.

Utilize a sua planilha de gastos para definir o que será sacrificado mensalmente em prol da sua libertação das dívidas. É matemático: quanto mais você cortar, mais cedo você estará livre das dívidas!

Por fim, se conseguir um dinheiro extra, não pense qual necessidade – leia-se: desejo – você vai suprir. Pense quais dívidas você vai amortizar ou liquidar.

Repito: sair das dívidas não é algo fácil, mas é libertador! Vale muito a pena fazer esse esforço temporário!

 

  1. MONTE UM PLANO

[PASSO A PASSO] COMO SAIR DAS DÍVIDAS

Em seguida, crie um plano para pagar as suas dívidas. Esse plano não precisa ser complexo. Na verdade, o que você realmente precisa fazer é se organizar. Saber quais dívidas serão priorizadas. Seja em razão das taxas de juros, das negociações com os credores, ou por quaisquer outros critérios que você escolher.

É muito importante que você escolha um método que te mantenha motivado para pagar as suas dívidas. Se otimizar seus pagamentos for o mais importante, monte um plano para pagar primeiro as dívidas com maiores taxas de juros. Por outro lado, se você pode ficar desmotivado pagando uma dívida grande por um longo período de tempo, monte um plano para pagar primeiro as dívidas menores. Pode haver um credor que você deseja se livrar o quanto antes. Nesse caso, se programe para pagar primeiro ele. Enfim… é de suma importância criar um plano que te ajude a manter a sua motivação.

Além da motivação, aconselho a priorizar os credores que ofereçam as melhores condições de pagamento. Isto é, você deve negociar com os seus credores! Não tenha medo nem vergonha de fazer isso! Além do seu credor ver que você tem intenção de pagá-lo, você pode conseguir condições que não terá se não tentar negociar.

Explique para eles a sua real situação atual. Deixe claro que você quer muito pagá-lo, mas não tem condições de fazer isso no momento. Muitos credores não apenas perdoam juros e multas, como também concedem descontos para serem priorizados na hora do pagamento. Se esse for o seu caso, é inteligente planejar primeiro o pagamento desses credores. Afinal, você estará se livrando de algumas dívidas pagando menos do que você deve de fato.

 

  1. COMECE A FAZER PAGAMENTOS

TUDO SOBRE O DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO

Com um plano e um montante mensal para fazer os pagamentos, o que você precisa fazer é ser fiel com o combinado.

Esta é a parte mais longa do seu plano de pagamento de dívidas. Pode demorar anos, dependendo do montante das suas dívidas e dos pagamentos que você fará. A disciplina para fazer os pagamentos é uma parte fundamental para se livrar das dívidas.

Além disso, acompanhe o seu progresso. Criar metas e celebrá-las certamente vai ajudá-lo a permanecer motivado no pagamento de suas dívidas. Comemore pequenos sucessos, como concluir o pagamento de cada dívida, ou de cada credor. Assim, você verá o progresso que está fazendo e permanecerá motivado.

 

  1. NÃO FAÇA NOVAS DÍVIDAS

[PASSO A PASSO] COMO SAIR DAS DÍVIDAS

Não utilize os seus cartões de crédito se quiser sair das dívidas. Criar novas dívidas enquanto estiver tentando pagar as suas dívidas já existentes só prejudicará o seu progresso. É como dar dois passos para frente e dois ou três passos para trás. Você não estará saindo do lugar. Ou estará caminhando para trás.

Não é necessário cancelar os seus cartões de crédito, a menos que você acredite que não resistirá à tentação de usá-los. Mas, se o seu cartão tiver despesas com seguros, anuidades, entre outros, talvez cancelá-los seja uma boa oportunidade para poupar.

Foque no seu objetivo principal: sair das dívidas. E traga de volta esse objetivo à sua mente sempre que pensar em contrair uma nova dívida.

 

  1. SAIR DAS DÍVIDAS REQUER FOCO, DISCIPLINA E MOTIVAÇÃO

Esteja certo de que não será fácil percorrer todo o caminho até se libertar das dívidas. Nunca é. Todos nós (inclusive eu) que já tivemos dívidas e conseguimos sair delas, enfrentamos diversas dificuldades. Principalmente no início. Não importa o tamanho da sua dívida. Ela sempre vai parecer enorme, muito maior do que a sua capacidade de pagamento.

No decorrer do processo de pagamentos, você também vai ser tentado a parar de pagar. A fazer qualquer outra coisa com o dinheiro. Não faça isso. Resista. Não desvie do seu plano.

Acredite: quando terminar de pagar a sua última dívida, o seu último credor, você não apenas terá se libertado das dívidas. Você terá crescido muito. Você será uma pessoa muito maior.

O segredo é se manter sempre focado, disciplinado e motivado. Vale a pena. Os resultados são transformadores.

Sumário
[PASSO A PASSO] COMO SAIR DAS DÍVIDAS
Artigo
[PASSO A PASSO] COMO SAIR DAS DÍVIDAS
Descrição
Veja nesse guia simples e prático, um passo-a-passo para sair das dívidas - e ficar fora delas - de uma vez por todas! 😉
Autor
Site
Guia do Milhão

5 Comentários


  1. Tiago
    Já passei por isso é é verdade o que você falou
    Quando paga a última conta a pessoa vê o quanto cresceu em todos os sentidos
    Parabéns pelas matérias do blog
    Muito boas mesmo

    Responder

    1. Que bom que você gosta Janaína!
      Teremos mais em breve sim!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *