O PODER DOS JUROS COMPOSTOS

Quem ainda duvida do poder dos juros compostos?

O poder dos juros compostos

Albert Einsten já dizia que os juros compostos “são a oitava maravilha do mundo”, “foram a maior descoberta matemática de todos os tempos”, e que “são a força mais poderosa do universo”.

Concordo. Se não forem a força mais poderosa, certamente estão entre as mais poderosas. E vou te mostrar porque.

OS JUROS SIMPLES

A propósito: o que são os juros?

Podemos entender os juros como o rendimento que se obtém quando se empresta dinheiro por um determinado período. Como uma compensação pelo tempo que se fica sem utilizar o dinheiro emprestado. Como um “aluguel” que se recebe pelo dinheiro.

Assim, se você emprestar R$ 1.000,00 a uma taxa de juros simples de 1% ao mês, você estará recebendo R$ 10,00 por mês de juros, não é? Você terá, ao final do primeiro mês, R$ 1.010,00. Ao final do segundo mês, 1.020,00. Ao final do terceiro mês, 1.030,00. Ao final do primeiro ano, R$ 1.120,00, e daí por diante.

Vamos ver no gráfico como se comportam esses juros simples incidindo sobre R$ 1.000,00 no prazo de 10 anos?

Juros Simples x Juros Compostos
R$ 1.000,00, investidos a uma taxa de retorno de 1% ao mês, em 10 anos

Note, que ao final de 10 anos, os R$ 1.000,00 terão rendido R$ 1.200,00 de juros, totalizando um montante de R$ 2.200,00 (capital + juros).

OS JUROS COMPOSTOS

Já no caso dos juros compostos (também conhecidos como juros sobre juros, ou juros capitalizados), o cômputo dos juros contece de forma um pouco diferente.

Ao final de cada período, os juros rendidos naquele período são somados ao capital principal, para que os juros a serem pagos no próximo período sejam calculados sobre o montante total (principal + juros anteriores).

Desta forma, se você emprestar R$ 1.000,00 a uma taxa de juros compostos de 1% ao mês, você receberá, ao final do primeiro mês R$ 10,00 de juros.

Já ao final do segundo mês, você receberá mais R$ 10,00 de juros, certo? Errado! O valor a ser recebido de juros é de R$ 10,10, uma vez que o cômputo dos juros do segundo se deu sobre os R$ 1.000,00 do capital principal, e também sobre os R$ 10,00 dos juros recebidos no primeiro mês.

E, a longo prazo, esses efeitos são poderosíssimos.

JUROS SIMPLES X JUROS COMPOSTOS

Vamos comparar os resultados do cômputo dos juros simples com dos juros compostos?

ANO

JUROS SIMPLES JUROS COMPOSTOS

0

R$ 1.000,00 R$ 1.000,00

1

R$ 1.120,00 R$ 1.126,83

2

R$ 1.240,00

R$ 1.269,73

3

R$ 1.360,00 R$ 1.430,77

4

R$ 1.480,00

R$ 1.612,23
5

R$ 1.600,00

R$ 1.816,70

6

R$ 1.720,00

R$ 2.047,10

7

R$ 1.840,00

R$ 2.306,72

8 R$ 1.960,00

R$ 2.599,27

9

R$ 2.080,00 R$ 2.928,93

10

R$ 2.200,00

R$ 3.300,39

Vejamos esse comparativo no gráfico:

Juros Simples x Juros Compostos
R$ 1.000,00, investidos a uma taxa de retorno de 1% ao mês, em 10 anos

Note que, enquanto os juros simples crescerão sempre de forma linear e constante, os juros compostos crescem de forma alavancada.

E, quanto maior for o prazo, maior será essa alavancagem.

Veja, que no gráfico anterior, as linhas dos empréstimos caminham relativamente próximas uma da outra. Vamos ver como ficaria esse gráfico, se estendermos o cômputos dos juros para o prazo de 30 anos?

Juros Simples x Juros Compostos
R$ 1.000,00, investidos a uma taxa de retorno de 1% ao mês, em 30 anos

Perceba como os juros compostos alavancam cada vez mais com o passar dos anos, enquanto os juros simples permanecem constantes.

Vamos aumentar agora esse prazo para 50 anos:

Juros Simples x Juros Compostos
R$ 1.000,00, investidos a uma taxa de retorno de 1% ao mês, em 50 anos

Veja que a linha dos juros simples já se tornou insignificante se comparada com a linha dos juros compostos.

E, para finalizar o nosso comparativo, vamos estender mais uma vez o prazo desse gráfico. Dessa vez, para 80 anos:

Juros Simples x Juros Compostos
R$ 1.000,00, investidos a uma taxa de retorno de 1% ao mês, em 80 anos

Perceba, que aqueles R$ 1.000 emprestados a uma taxa de juros compostos de 1% ao mês, se transformam em mais de R$ 14 milhões em 80 anos!

Como diz o Professor Ricardo Melo, “é justamente por isso que nunca vimos um vampiro pobre!” 😂 😂 😂

ANO

JUROS SIMPLES JUROS COMPOSTOS

0

R$ 1.000,00

R$ 1.000,00
10

R$ 2.200,00

R$ 3.300,39

20 R$ 3.400,00

R$ 10.892,55

30

R$ 4.600,00 R$ 35.949,64

40

R$ 5.800,00

R$ 118.647,73

50

R$ 7.000,00

R$ 391.583,40

60

R$ 8.200,00

R$ 1.292.376,71
70

R$ 9.400,00

R$ 4.265.343,16

80 R$ 10.600,00

R$ 14.077.282,67

E então? Ainda duvida do poder dos juros compostos?

OS JUROS COMPOSTOS NO BRASIL

A verdade é uma só: quem não entende de juros compostos paga. Quem entende, recebe.

E, para nós, brasileiros, há um fator que torna a situação ainda melhor para quem recebe e ainda pior para quem paga juros compostos: temos no Brasil uma das maiores taxas de juros do mundo!

Apenas 20% dos títulos públicos em todo o mundo pagam juros maiores de 4% ao ano. No Brasil, o governo tem pago de três a quatro vezes esse valor! Como ignorar isso?

Outra prova clara do poder dos juros compostos são os resultados dos bancos. Observe os balanços que as instituições bancárias divulgam a cada três meses. Já ouviu falar de algum banco que levou prejuízo no Brasil?

As raras vezes que vimos bancos quebrarem no Brasil foi em razão de fraudes, desvios, e afins. Não em razão da sua atividade.

E você? Acredita que Einsten tinha razão? Comente!

Sumário
O PODER DOS JUROS COMPOSTOS
Artigo
O PODER DOS JUROS COMPOSTOS
Descrição
Veja a diferença teórica e prática entre os juros simples e os juros compostos. E o fascinante poder dos juros compostos no decorrer do tempo!
Autor
Site
Guia do Milhão

6 Comentários


  1. Tiago, obrigado por compartilhar informações tão importantes. Muito bom artigo. Parabéns!!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *